WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio

Vista aérea de Santaluz



Acabe com a dengue


Laboratório Checap

Drogaria Santana

Adrivana Cunha Hospital de Olhos


Santaluz vence Retirolândia por 1 a 0 na estreia do Intermunicipal

Share Button

Foto: Reprodução/Santaluz Web TV

Santaluz venceu Retirolândia por 1 a 0 na tarde deste domingo (21), no estádio Milton Gois, pela 1ª rodada do Campeonato Intermunicipal. A seleção luzense não marcou no primeiro tempo, mas criou as melhores chances com finalizações de Dote, Fábio e Nailton, que pararam em boas defesas do goleiro Gustavo.

No início do segundo tempo, Santaluz continuou controlando o jogo e abriu o placar aos 12 minutos com um gol de Nailton. O resultado garantiu a liderança do grupo 5 para a seleção luzense ao lado de Valente, que venceu Conceição do Coité também por 1 a 0.

“Sabíamos da dificuldade que seria o jogo por se tratar de uma estreia e por termos jogadores vindos do departamento médico, como Fábio, Edcarlos e Elison, que ainda estão readquirindo ritmo, além de Matheuzinho, que não jogou hoje. Mas a equipe competiu bem”, avaliou Ferreirinha, treinador de Santaluz.

A seleção luzense volta a campo no próximo domingo (28) contra Valente, fora de casa. 

Notícias de Santaluz

Dois homens ficam feridos após carro capotar em Conceição do Coité

Share Button

Foto: Águia Resgate

Dois homens ficaram feridos após o carro em que estavam capotar na tarde deste domingo (21) na BA-411, em Conceição do Coité, na região sisaleira da Bahia. Segundo a equipe de socorristas voluntários Águia Resgate, que atendeu a ocorrência junto com a Brigada Voluntária Anjos da Vida, o capotamento ocorreu próximo ao almoxarifado municipal, depois que o condutor perdeu o controle da direção e o veículo bateu em uma ribanceira.

As vítimas, que são irmãos de 31 e 40 anos, sofreram ferimentos pelo corpo e foram levadas para o hospital da cidade. De acordo com o coordenador da equipe Águia Resgate, Gildo Carneiro, um deles teve fratura em uma das mãos e será transferido para outra unidade de saúde em Feira de Santana ou Salvador.

Notícias de Santaluz

Carro capota em trecho urbano da BA-120 em Santaluz

Share Button

Foto: Notícias de Santaluz

Um veículo modelo Corolla capotou na madrugada deste domingo (21) em Santaluz, na região sisaleira da Bahia. De acordo com a Polícia Militar, o carro era conduzido pelo comerciante Cesar Abreu, que não sofreu ferimentos. Não há informações sobre as circunstâncias do acidente, que ocorreu no trecho urbano da BA-120, próximo à residência de Cesar. O veículo foi retirado do local por um guincho no início da manhã deste domingo.

Notícias de Santaluz

Do sertão à passarela: modelo trans conquista redes sociais com vídeos no interior do Ceará

Share Button

Por g1 CE

Família apoiou Kayla tanto na transição quanto no sonho de ser modelo | Foto: Reprodução via g1

Entre bois e vacas, cabelos cacheados soltos ao vento, uma parede de tijolo batido ao fundo, ela cruza o chão de terra do curral com o rebolado de quem cruza uma passarela.

A cena tem algo de Juma Marruá, a icônica personagem da novela ‘Pantanal’, mas o vídeo, publicado no TikTok, foi gravado em Catunda, um pequeno município de 10 mil habitantes no interior do Ceará. E a personagem principal também é outra: a modelo trans cearense Kayla Oliveira.

Recentemente, os vídeos de Kayla fizeram sucesso nas redes sociais em perfis do Ceará. Neles, ela aparece montada a jumento, desfilando no chão de cimento queimado, passeando em meio aos arbustos da caatinga ou posando para fotos no curral dos avós.

A simplicidade do local, habitado por cerca de seis famílias, não faz Kayla abandonar a postura de modelo na hora de gravar. Seja no chão de cimento queimado ou em meio aos arbustos da caatinga, ela desfila, posa para fotos, alterna os looks e vive como na passarela.

A cearense de 27 anos, embora viva e trabalhe como modelo profissional em São Paulo, não perde a oportunidade de voltar ao pequeno povoado onde foi criada, em pleno sertão cearense.

“É um povoado bem pequeno, as coisas são bem rústicas, bem tranquilo, de poder dormir até de porta aberta”, afirma a modelo ao g1. “Não é sempre que eu consigo, mas geralmente todo final de ano é sagrado eu ir lá ver eles, todo mundo. Porque são minhas raízes, é onde me reconecto com tudo”.

Criada em um povoado no interior do Ceará, Kayla começou a perseguir o sonho de se tornar modelo após energia elétrica chegar no local, em 2009 | Foto: Reprodução via g1

Kayla vive na capital paulista desde 2020, quando precisou deixar para trás o interior cearense para se dedicar por inteiro à carreira de modelo – que foi catapultada justamente pelos vídeos em que aparece desfilando no cenário do interior cearense.

De lá para cá, ela já posou para algumas das maiores marcas de moda do Brasil, desfilou na São Paulo Fashion Week, a maior semana de moda da América Latina; e seu rosto já estampou algumas das revistas mais importantes do setor, como a Vogue.

A descoberta da internet e da moda

Hoje, as poucas casas do povoado onde Kayla passou parte da vida contam com rede elétrica e internet, mas a novidade é relativamente recente. Até 2009, o local não tinha sequer energia elétrica.

Foi com a chegada da energia que surgiu o interesse pelo universo dos manequins, das passarelas, da fotografia, da maquiagem que compõe o que se chama de moda. “Depois que eu comecei a ter acesso à internet e conhecer os comerciais de TV, eu fui me encantando por aquele mundo e decidi que queria ser modelo”, relembra Kayla.

Não foi um caminho fácil. Por morar longe de grandes centros urbanos, seu contato com as agências de modelos dependia essencialmente de e-mails. Enquanto estudava, no contraturno ajudava o pai em serviços de limpeza e de abastecimento em um posto de combustíveis.

Quando confidenciou a ele o seu sonho, obteve como resposta o apoio do pai. “Quando eu falei pra ele que queria ser modelo, ele só falou pra ir atrás. Quando falei ‘quero ir para Fortaleza porque quero ser modelo’, ele me apoiou”, afirma.

Com o apoio da família, Kayla, já adolescente, foi viver em Fortaleza com um parente. Na capital cearense, ela se assumiu enquanto mulher trans e iniciou a transição, ao mesmo tempo que procurava sua primeira agência de modelos.

“Eu pensei em desistir porque no começo, assim que eu procurei agências em Fortaleza, teve uma agência que chegou a falar pra mim que era pra escolher ou fazer minha transição ou ser modelo porque as duas coisas juntas não davam certo”, relembra.

Uma vez que encontrava dificuldades na capital cearense para se inserir no ramo, decidiu que era hora de tentar São Paulo.

“Depois da minha transição, eu procurei por uma agência em São Paulo e fui muito bem aceita pelas agências daqui (de São Paulo). Participei de um concurso, que é o The Look of the Year, que foi o concurso que descobriu a Giselle [Bundchen]”, conta.

“Não cheguei à final, mas voltei para casa, lá no interior, e de lá comecei a gravar conteúdos, fazia fotos, postava no Instagram. Como tinha algumas pessoas do meio da moda, que me conheciam desse tempo, eles ficaram me acompanhando”, explica a modelo.

Sucesso nas redes, saudade no coração

Kayla foi a São Paulo em 2020 para um trabalho curto, mas acabou ficando após recepção positiva | Foto: Reprodução via g1

Em 2020, Kayla foi convidada a ir para a capital paulista participar de uma sessão de fotografias. O convite partiu de um maquiador que acompanhava os vídeos dela no TikTok. A viagem acabou se estendendo a pedido da agência de modelos, que aproveitou a presença de Kayla em São Paulo para demonstrar seu trabalho a outros clientes. A aposta funcionou.

A ida à capital paulista, prevista inicialmente para durar apenas 4 dias, acabou se estendendo até hoje. De 2020 para cá, a cearense posou para grandes empresas de vestuário e desfilou nos principais eventos de moda do país.

Hoje estabelecida na carreira de modelo, Kayla continua a produzir conteúdo para as redes sociais, tanto sobre o povoado no interior do Ceará quanto algumas curiosidades sobre o trabalho em São Paulo. Graças a isso, ela acumula alguns milhares de seguidores e de visualizações em redes como TikTok e Instagram.

Os vídeos, além de despertarem curiosidade nos seguidores, também servem para amenizar a saudade do interior. Quando volta para casa, ela divide o tempo entre os avós e o pai, responsáveis pela sua criação.

Em casa, além da família, encontra apoio. Por isso, Kayla garante que, embora ganhe a vida na cidade grande, é no pequeno povoado de sua família que ela gosta de estar. “Amo o lugar de onde sou. Então eu sempre procuro estar lá com eles novamente. E eles adoram quando eu tô lá também. Então não tem como deixar de ir”, conclui.

Jovem é preso com 65 pedras de crack em Serrinha

Share Button

Foto: Divulgação/PM

Um jovem de 22 anos foi preso na sexta-feira (19) por suspeita de tráfico de drogas em Serrinha, na região sisaleira da Bahia. De acordo com a Polícia Militar, ele foi flagrado com 65 pedras de crack e uma porção de maconha durante uma abordagem da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) do 16º Batalhão, no bairro Cidade Nova. A PM informou que já havia denúncias de que o suspeito praticava tráfico de drogas há algum tempo. O jovem foi encaminhado à delegacia da cidade, juntamente com o material apreendido.

Notícias de Santaluz

Amigos fazem pacto no Paraná e dão nome um do outro aos filhos: ‘Quando se encontram os quatro dá uma confusão’

Share Button

Pais e filhos nomeados em homenagem a amizade | Foto: Arquivo Pessoal

Um pacto selado ainda nos anos 80 consolidou a amizade e o destino de Wagner de Alencar Fonseca e Luiz Carlos dos Santos Rosa, moradores de Almirante Tamandaré e Curitiba respectivamente.

Aos 16 anos de idade, os dois colegas de escola combinaram que dariam o nome um do outro para os próprios filhos.

Segundo Luiz, eles não tinham uma alternativa de nomes para caso nascessem meninas, mas o destino seguiu os planos dos amigos e alguns anos depois nasceram Wagner Luís, filho de Luiz, e Luís Wagner, filho de Wagner.

“Quando se encontram o quatro juntos dá uma confusão danada, porque tem o Luiz, tem o Wagner, tem o Wagner Luís, e o Luís Wagner”, brinca Wagner.

Luiz, que se tornou pai primeiro, disse que em nenhum momento hesitou em colocar em prática o combinado.

Além disso, os amigos contam que não houve rejeição das esposas na hora da escolha do nome das crianças, que hoje têm 35 e 36 anos.

Apesar das brincadeiras, para eles, o negócio é coisa séria, porque significa o reconhecimento da amizade e uma memória viva do elo entre os dois, que começou há quase 50 anos.

“Essa história sempre nos remete a lembranças e é isso que é o bacana. Só que é uma coisa bem séria, né? Você colocar o nome de alguém no seu filho, você tem essa responsabilidade, de criar esse vínculo”, reforça Wagner.

Inimigos viraram amigos

Pais e filhos nomeados em homenagem a amizade | Foto: Arquivo Pessoal

Luiz relembra que a história de amizade dos dois começou com uma pequena inimizade. Enquanto ele era o bagunceiro da turma, Wagner era o reservado.

O cenário só mudou depois que uma professora de matemática percebeu que os dois tinham algo em comum: o intelecto.

“Uma professora descobriu que nós tínhamos algo igual: gostávamos de estudar. Nós não tínhamos nota baixa em quase nenhuma matéria”, conta Luiz.

E a ideia de batizar o próprio filho em referência ao amigo não se reduz a homenagem por si só. Ambos afirmam que é como se fizessem parte de uma mesma família.

“Quando eu apresentei dentro da minha casa, o pessoal da minha família pegou um carinho muito grande por ele, e eu acredito que da parte da família dele também por mim”, conta Luiz.

Qual o segredo para uma longa amizade?

Os dois amigos compartilham alguns segredos para a manutenção de uma amizade tão duradoura, já que têm mais de 40 anos de experiência no assunto.

Para eles, o principal aspecto é o diálogo.

“O amigo resolve, amigo tem conversa, tem paciência, tem empatia, tem amor, zela e cuida do outro, tem interesse em saber se tudo está bem com o amigo. Amigo é um irmão que escolhemos viver juntos, confiar e construir histórias, as quais jamais serão abaladas pelo tempo ou qualquer ‘ruído de comunicação’, pois amigo ‘tira a limpo’ e preserva a amizade”, opina Wagner.

Estudantes de Araci que desenvolveram biocombustível a partir do tamarindo vão apresentar inovação em feira internacional

Share Button

Foto: Ascom/SEC

Quatro alunos do Centro Territorial de Educação Profissional (Cetep) Araci, na região sisaleira da Bahia, estão prestes a levar uma inovação tecnológica para o cenário internacional. Keisla Fabian Silva, 17 anos; Jonatas Silva Lima, 18 anos; Sarah Moura Cruz, 17 anos; e Isabel Silva Oliveira, 18 anos, desenvolveram um biocombustível sustentável utilizando a polpa do tamarindo, uma fruta abundante no nordeste brasileiro. O projeto será apresentado na Fecitec Girasoles, uma feira internacional de pesquisa que ocorrerá no Paraguai no próximo ano.

O projeto dos estudantes se destaca por sua proposta de utilizar uma fonte renovável para a produção de biocombustível, visando reduzir a emissão de gases poluentes. A equipe criou um processo que envolve a fermentação e destilação da polpa do tamarindo, resultando em uma solução hidroalcoólica. O produto final, após a destilação do mosto fermentado, é o etanol, que será utilizado como biocombustível.

” Estou animada para apresentar nosso projeto na Fecitec Girasoles, no Paraguai. Este projeto mostrou que podemos fazer a diferença, mesmo numa cidade pequena. Espero inspirar outros alunos a se envolverem em projetos científicos”, afirma Keisla Silva.

A professora Pachiele da Silva, que orienta o grupo, destaca o impacto transformador da iniciação científica para os alunos e para a comunidade. ” A Educação, a partir da iniciação científica, numa escola do interior da Bahia, promove uma verdadeira transformação na vida de toda a comunidade. Os alunos, protagonistas dessa mudança, passam a se sentir cada vez mais engajados e incentivados a desenvolverem outros projetos”, ressalta.

O próximo passo será fazer o comparativo do produto para testar a questão da qualidade. A expectativa dos alunos é iniciar a comercialização do biocombustível, oferecendo ao mercado uma solução renovável e de baixo valor. A indústria de biocombustível teve um investimento mundial de cerca de US$ 12 bilhões nos anos de 2021 e 2022, o maior já identificado pela Agência Internacional de Energias Renováveis.

Notícias de Santaluz

Santaluz Fest ganha mais dois dias e Calcinha Preta é atração confirmada

Share Button

Fotos: Redes sociais

O prefeito Arismário Barbosa Júnior anunciou nesta sexta-feira (19), em suas redes sociais, que a festa em comemoração aos 89 anos de emancipação política de Santaluz terá mais dois dias. Inicialmente programado para encerrar nos dias 26, 27 e 28 de julho, o Santaluz Fest agora se estenderá até os dias 29 e 30, totalizando uma semana de festividades.

A ampliação do evento foi recebida com entusiasmo, especialmente após a confirmação da participação da banda Calcinha Preta, uma das atrações mais esperadas, que deve se apresentar no dia 30.

A festa começou na última quarta-feira (17) com shows de Fred Tabaréu, Swing do Preto, Guig Ghetto e Bell Marques. Na quinta-feira (18), a Praça Major Benício Viana foi palco de um encontro de paredões, que reuniu diversos amantes de som automotivo.

Clima de carnaval contagiou Santaluz na véspera do aniversário de 89 anos com show de Bell Marques | Foto: Notícias de Santaluz

Com a extensão do evento, a expectativa é que novas atrações sejam adicionadas à programação. Entre os nomes confirmados até agora estão Nattanzinho, Psirico, Iguinho e Lulinha, Heitor Costa, Ferrone, Edy Pagolata, Léo SL, Kit Ilusão, Neto Barreto, Valneijós, Kiko Luz, Hiago Danadinho, Kart Love, Neto Britto, Natanzinho Lima, La Fúria, Guilherme Ferri, Fabinho Testado, Ah Chapa, Timbalada, Rafa e Pipo, Isaque Gomes, Edson Gomes, Unha Pintada e Igor Kannario.

Notícias de Santaluz

Casal é preso na Bahia suspeito de matar a própria filha de 8 meses e enterrar o corpo em cova rasa

Share Button

Casal é preso na Bahia suspeito de matar a própria filha de 8 meses e enterrar o corpo em cova rasa na Bahia | Foto: Polícia Civil

Uma mulher de 18 anos e um homem de 22 foram presos na quinta-feira (18), suspeitos de matar e ocultar o corpo da própria filha de 8 meses, em Senhor do Bonfim, no norte da Bahia. Segundo a Polícia Civil, os dois confessaram o crime e revelaram o local onde o bebê foi enterrado em uma chácara no bairro Pebinhas.

A ação foi coordenada pela pelegacia da cidade, que começou a investigar o caso assim que tomou conhecimento do desaparecimento da bebê. Após coletar depoimentos e realizar apurações em campo, a polícia concluiu que o casal era responsável pelo crime. Com base nessas evidências, a Polícia Civil pediu a prisão temporária dos dois, que foram localizados no município de Ponto Novo, a 50 quilômetros de Senhor do Bonfim.

De acordo com a investigação, após matar a filha, o casal colocou o corpo da bebê em uma mala e o enterrou em uma cova rasa. Os suspeitos foram encaminhados ao Conjunto Penal de Juazeiro e vão responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Notícias de Santaluz

Mulher e companheiro são presos suspeitos de maus-tratos a filho dela de 4 anos no interior da Bahia

Share Button

Imagem ilustrativa | Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um casal foi preso na quinta-feira (18) em Alcobaça, cidade do extremo sul da Bahia, suspeito de maus-tratos e lesão corporal dolosa contra o filho da mulher, uma criança de 4 anos. A Polícia Civil informou que o menino, que vive com síndrome de West – uma condição rara marcada por crises epilépticas frequentes – e apresenta dificuldades de locomoção e fala, foi hospitalizado com hematomas, sangramentos e sinais de agressão na cabeça.

A polícia disse que iniciou a investigação após receber denúncias de agressões, mas a mãe e o padrasto da criança negaram as acusações. No entanto, os policiais descobriram que o Conselho Tutelar já havia sido notificado sobre maus-tratos quatro meses atrás, quando a criança sofreu fraturas nos tornozelos.

De acordo com a polícia, a criança está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Costa das Baleias, em Teixeira de Freitas, onde os médicos confirmaram uma fratura no crânio. Ainda segundo a Polícia Civil, familiares da mãe relataram que o padrasto agredia o menino com frequência, com o consentimento da mulher.

Os suspeitos foram submetidos a exames de lesões corporais e permanecem presos à disposição da Justiça.

Notícias de Santaluz



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia